Koren RH

www.korenrh.com.br

Koren RH - www.korenrh.com.br

“Perfil ético dos profissionais brasileiros”

Quase 70% dos entrevistados podem agir de forma ética ou antiética de acordo com as circunstâncias.

Um levantamento inédito sobre o perfil ético dos profissionais brasileiros revelou que 56% dos colaboradores só denunciariam atos antiéticos cometidos por colegas de trabalho se fossem incentivados pela organização.A pesquisa levou em conta o comportamento dos profissionais diante de dilemas sobre a ética como a denúncia, convívio, atalho, furto, suborno, presente e informação, além de analisar as variáveis de gênero, maturidade, escolaridade, faixa salarial e hierarquia.

O relatório bienal 2010/2012 desenvolvido pela consultoria ICTS ouviu mais de 3 200 profissionais de 45 empresas privadas. Desse total, 72,2% dos respondentes são do sexo masculino e 27,8% são mulheres.

O estudo revela que metade dos entrevistados tende a adotar atalhos antiéticos para atingir suas metas. Além disso, 38% aceitaria suborno para beneficiar um fornecedor dependendo das circunstâncias. O índice se torna ainda mais elevado para o perfil masculino, adulto e não graduado (43%).

A aceitação de presentes também foi levada em conta na pesquisa: 40% dos profissionais beneficiariam um fornecedor em troca de brindes.

Ainda segundo o estudo, 28% dos profissionais tendem a utilizar informações confidenciais para proveito próprio ou para terceiros, sendo que gestores adultos e graduados (32%) são ainda mais propensos a este tipo de atitude.

Ainda assim, de acordo com a pesquisa, apenas 11% das pessoas não seguem o código de ética da empresa. Contudo, somente 20% o fazem e os outros 69% são flexíveis e podem atuar de ambas as formas de acordo com as circunstâncias.

Fonte: http://revistavocerh.abril.com.br

Categoria: Sem categoria

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*