Koren RH

www.korenrh.com.br

Koren RH - www.korenrh.com.br

4 erros dos jovens na hora de planejar a carreira

Achar que plano de carreira é responsabilidade da empresa ou do mentor é um dos equívocos dos jovens, diz especialista

 
Getty Images

jovem escrevendo

Jovem: pensar em competência para o futuro pressupõe um projeto de longo prazo

São Paulo – Eles querem ser gerentes ou diretores. Recente pesquisa do site de empregos InfoJobs mostra que esta é a aspiração de carreira de 72% de 2 mil jovens entre 18 e 24 anos entrevistados.

Interessados em ascensão profissional, o plano de carreira oferecido pela empresa é o que valorizam 56% destes jovens na hora de analisar uma proposta de emprego.

Assim, fica claro que o desenvolvimento desponta com uma das principais preocupações de quem se prepara para dar os primeiros passos no ambiente profissional.

E neste contexto, planejamento de carreira é uma atitude fundamental. Exame.com conversou com o sócio-diretor e fundador do Personal Carreira, Diego Leão, para saber quais os principais erros que os jovens geralmente cometem na hora de pensar e planejar seu futuro profissional:

1. Deixar de lado suas afinidades, habilidades e competências

Afinidades e talentos devem ser ponto de partida de quem traça um plano de carreira. “É preciso saber o seu potencial para planejar a carreira e não reconhecer as suas habilidades prejudica este planejamento”, diz.

Deixar de identificar seus pontos fortes é tão errado quanto não levar em conta as competências que ainda devem ser desenvolvidas, segundo Leão.

2. Não ter foco e objetivo claros

Parte importante do plano de carreira são as competências que devem ser desenvolvidas para o futuro. Em grande parte das vezes, estas habilidades ainda não são requeridas no dia a dia, mas serão dentro de alguns anos.

No entanto, o desenvolvimento do que será usado no futuro só faz sentido quando há, de fato, um projeto para longo prazo.

E aí que entram em cena as metas de carreira: é preciso ter em mente aonde se quer chegar. “Ficar indeciso e não ter objetivos é o mesmo que tentar enxergar no escuro”, diz Leão.

3. Deixar o planejamento a cargo da empresa ou do mentor

Transferir a responsabilidade do planejamento de carreira ao mentor ou à empresa é outro erro citado pelo especialista.

“O mentor tem o papel de orientar, de auxiliar nas escolhas, mas não é função dele traçar, de fato, o plano”, diz Leão.

Da mesma forma, o plano de carreira oferecido pela empresa não pode ser o único balizador de planejamento de um jovem profissional.


4. Não se atualizar, nem fazer ajustes no plano

O plano não é algo que deva ser estanque como também não deve ser a carreira. O planejamento ideal, segundo Leão, é dinâmico, leva em conta as tendências de mercado e recebe ajustes ao longo da trajetória profissional.

O ideal, diz ele, é pensá-lo em três dimensões temporais: curto, médio e longo prazo. Em curto prazo estão os próximos 12 meses da vida profissional. O período de 2 a 5 anos é definido como prazo médio e acima de cinco anos é o longo prazo.

Fonte: www.exame.abril.com.br

Confira algumas vagas disponíveis

- AJUDANTE GERAL – TATUAPÉ
- ARRUMADOR DE CARGA-
- ASSISTENTE COMERCIAL – CUMBICA 
- AUX COZINHA – JD ARACÍLIA 
- AUX INSPEÇÃO – PONTE GRANDE -
- AUXILIAR RH – ITAPEGICA-
- AUXILIAR ADM INDUSTRIA QUIMICA – CUMBICA 
- AUXILIAR ADMINISTRATIVO – CUMBICA -
- AUXILIAR ADMINISTRATIVO – VL GALVÃO
- AUXILIAR DE COMPRAS – CUMBICA
- AUXILIAR DE COZINHA – BONSUCESSO
- AUXILIAR DE ESCRITA FISCAL – TATUAPÉ
- AUXILIAR DE ESCRITORIO – ZONA LESTE -
- AUXILIAR DE LIMPEZA – TABOÃO
- AUXILIAR DE MANUTENÇÃO – TABOÃO
- AUXILIAR DE PRODUÇÃO ( MASCULINO) – CUMBICA
- AUXILIAR DE QUALIDADE – BONSUCESSO
- AUXILIAR DE VENDAS – FEMININO
- AUXILIAR DE VENDAS INTERNO ( FEMININO) ITAQUAQUECETUBA
- AUXILIAR EXPEDIÇÃO – CUMBICA
- BALCONISTA – ZONA LESTE
- COMPRADOR – PONTE GRANDE
- CONFERENTE – JD BRASIL 
- COZINHEIRO – GUARULHOS
- ENCANADOR – CONTINENTAL II
- ENCARREGADO DE EXPEDIÇÃO – JD ARACÍLIA 
- ESTÁGIO TI – CUMBICA
- FERRAMENTEIRO (MASCULINO) – BONSUCESSO
- INSTRUMENTISTA DE MANUTENÇÃO – TABOÃO
- LUBRIFICADOR – PONTE GRANDE -
- MECÂNICO SOLDADOR – TABOÃO
- MONITORA – SHOPPING INTERNACIONAL
- MOTORISTA CARRETEIRO – CUMBICA
- MOTORISTA D – JD BRASIL
- MOTORISTA D INDUSTRIA QUIMICA – CUMBICA 
- OPERADOR DE ACABAMENTO – CUMBICA
- OPERADOR DE INJETORA – EXP. EM ALUMÍNIO, ZAMAK OU PLÁSTICO
- OPERADOR MÁQUINA EXTRUSORA – CUMBICA
- PLANEJADOR DE MANUTENÇÃO – TABOÃO
- PREPARADOR DE INJETORAS (MASCULINO) – BONSUCES
- PRIMEIRO EMPREGO – CUMBICA 
- RETIFICADOR PLENO – JD ARACILIA 
- TÉCNICO DE SEGURANÇA DO TRABALHO 
- TÉCNICO MECÂNICO C – ITAPEGICA
- VENDEDOR INTERNO – TATUAPÉ-

Para mais informações acesse nosso site:

www.korenrh.com.br

Brasileiros padrão FIFA

Ao contrário do que muitos dirão, o sonho do hexa vai muito além dos argumentos da alienação, do tradicional pão e circo

Thinkstock

Não há dúvidas de que esta foi a Copa das Copas. O jogo começou lá atrás, quando o Brasil foi anunciado como a sede da Copa do Mundo 2014. Protestos, obras em atraso, caos nos aeroportos, estádios sendo construídos do zero. Será que vai ter Copa?

Aos trancos e barrancos, teve, sim. Logo na abertura, polêmica: Dilma escapou das vaias, mas tomou um xingamento naquele lugar. Nas ruas, as vozes abafadas pela mídia incomodaram, resultando em prisões e ainda mais confusão. O protesto era digno – não queremos mais estádios, queremos mais hospitais. Mas, assim que a bola rolou em campo e o Brasil encheu nossos corações de esperança, nada mais importava.

Ao contrário do que muitos dirão, o sonho do hexa vai muito além dos argumentos da alienação, do tradicional pão e circo. Há quase um desespero no grito inflamado do torcedor, que vibra com um resquício de orgulho por ser brasileiro, nem que seja pelo futebol. Se já não somos o país da prosperidade, da economia crescente, da justiça social, da igualdade e do desenvolvimento humano, resguardemos pelo menos o suado título de país do futebol.

Entre feriados e partidas surpreendentes, um triste acontecimento nos trouxe de volta à realidade por um instante – parte do viaduto Guararapes, uma das vias de acesso ao Estádio Mineirão, em Belo Horizonte, desabou na Avenida Pedro I, ocasionando a morte de duas pessoas. Para a construção do viaduto, uma das heranças inacabadas da Copa, haviam sido destinados R$ 311 milhões de recursos federais. Coincidentemente, no dia seguinte, o artilheiro Neymar sofreu um golpe nas costas que viria a interromper sua atuação na Copa do Mundo.

Um fato lamentável, não há como negar. Mas a reação foi maior do que se um viaduto tivesse caído nas costas do jogador. O assunto fervilhou nas redes sociais e virou o porquê do hexa: “Vamos ganhar o mundial por Neymar”, afirmou o capitão Thiago Silva. Nem um golzinho dedicado às vítimas do desabamento.

Mas as tragédias da Copa estavam apenas começando. Se houve algo considerado trágico e vexatório nesse mundial, foi a derrota de 7 a 1 para a Alemanha na semifinal. Em meio tempo de jogo, os alemães acabaram com o sopro de esperança que nos tornava brasileiros, com muito orgulho e com muito amor.

Não somos mais o país do futebol, e muito menos da saúde ou da educação. Somos o país dos gastos sem retorno, dos impostos escorchantes e de uma dívida interna cujos juros superam em mais de dez vezes os gastos com a Copa – todos os anos, ano após ano. Mas isso não é motivo para abaixarmos a cabeça, guardarmos nossas bandeiras e esperarmos mais quatro anos para sermos brasileiros de novo.

Agora é o momento de aprender algumas lições com o gosto amargo desta derrota. Às vésperas de uma disputa que impactará todos os brasileiros, é hora de conhecer nossos candidatos tão bem quanto conhecemos cada jogador. Saber os clubes nos quais cada um já jogou, os gols que marcou, cartões vermelhos que levou, os gols-contra que fez.

É hora de saber vaiar quando o time joga mal e aplaudir quando o time vai bem. De saber cobrar uma seleção que nos representa e que, ainda por cima, foi escolhida por nós. Chega de deixar a responsabilidade da vitória para a próxima Copa ou para o próximo governo. Isso nos tira a obrigação de agir agora, no momento em que mais precisamos de mudança. A lição amarga da seleção brasileira é que não se vive de glórias do passado nem de ilusões infundadas com o futuro. A hora da virada é agora. Quem quiser mais do mesmo pode tirar seu time de campo.

Quer ajudar o Movimento Brasil Eficiente na luta por mais retorno pelos impostos que pagamos? Conheça a proposta e participe do abaixo-assinado em www.assinabrasil.org.

Fonte: www.administradores.com.br

Confira algumas vagas disponíveis

- AJUDANTE DE COZINHA – EMBU (JD VISTA ALEGRE)- 15-07-2014
- AJUDANTE GERAL – FUNILARIA- 15-07-2014
- AJUDANTE GERAL – INDUSTRIA QUÍMICA - 15-07-2014
- AJUDANTE GERAL – PRÓXIMO AV GUARULHOS - 15-07-2014
- AJUDANTE GERAL – TATUAPÉ- 15-07-2014
- AJUDANTE GERAL ( CARGA E DESCARGA ) – JD ARACÍLIA- 15-07-2014
- ARRUMADOR DE CARGA- 15-07-2014
- ASSISTENTE COMERCIAL – CUMBICA - 15-07-2014
- AUX COZINHA – JD ARACÍLIA - 15-07-2014
- AUX INSPEÇÃO – PONTE GRANDE - 15-07-2014
- AUXILIAR RH – ITAPEGICA- 15-07-2014
- AUXILIAR ADM INDUSTRIA QUIMICA – CUMBICA - 15-07-2014
- AUXILIAR ADMINISTRATIVO – CUMBICA - 15-07-2014
- AUXILIAR ADMINISTRATIVO – VL GALVÃO- 15-07-2014
- AUXILIAR ADMINISTRATIVO TÉCNICO – ITAPEGICA - 15-07-2014
- AUXILIAR DE COMPRAS – CUMBICA- 15-07-2014
- AUXILIAR DE COZINHA – BONSUCESSO- 15-07-2014
- AUXILIAR DE ESCRITA FISCAL – TATUAPÉ- 15-07-2014
- AUXILIAR DE ESCRITORIO – ZONA LESTE - 15-07-2014
- AUXILIAR DE LIMPEZA – TABOÃO- 15-07-2014
- AUXILIAR DE MANUTENÇÃO – TABOÃO- 15-07-2014
- AUXILIAR DE PRODUÇÃO ( MASCULINO) – CUMBICA- 15-07-2014
- AUXILIAR DE QUALIDADE – BONSUCESSO- 15-07-2014
- AUXILIAR DE VENDAS – FEMININO- 15-07-2014
- AUXILIAR DE VENDAS INTERNO ( FEMININO) ITAQUAQUECETUBA- 15-07-2014
- AUXILIAR EXPEDIÇÃO – CUMBICA- 15-07-2014
- BALCONISTA – ZONA LESTE- 15-07-2014
- COMPRADOR – PONTE GRANDE- 15-07-2014
- CONFERENTE – JD BRASIL - 16-07-2014
- COZINHEIRO – GUARULHOS- 15-07-2014
- ENCANADOR – CONTINENTAL II- 15-07-2014
- ENCARREGADO DE EXPEDIÇÃO – JD ARACÍLIA - 15-07-2014
- ENCARREGADO DE MANUTENÇÃO – JD. ARACILIA- 15-07-2014
- ESTÁGIO TI – CUMBICA- 15-07-2014
- FERRAMENTEIRO (MASCULINO) – BONSUCESSO- 15-07-2014
- INSTRUMENTISTA DE MANUTENÇÃO – TABOÃO- 15-07-2014
- LUBRIFICADOR – PONTE GRANDE - 15-07-2014
- MECÂNICO SOLDADOR – TABOÃO- 15-07-2014
- MONITORA – SHOPPING INTERNACIONAL- 15-07-2014
- MOTORISTA CARRETEIRO – CUMBICA- 15-07-2014
- MOTORISTA D – JD BRASIL- 15-07-2014
- MOTORISTA D INDUSTRIA QUIMICA – CUMBICA - 15-07-2014
- OPERADOR DE ACABAMENTO – CUMBICA- 15-07-2014
- OPERADOR DE INJETORA – EXP. EM ALUMÍNIO, ZAMAK OU PLÁSTICO- 15-07-2014
- OPERADOR MÁQUINA EXTRUSORA – CUMBICA- 15-07-2014
- PLANEJADOR DE MANUTENÇÃO – TABOÃO- 15-07-2014
- PREPARADOR DE INJETORAS (MASCULINO) – BONSUCESSO- 15-07-2014
- PRIMEIRO EMPREGO – CUMBICA - 15-07-2014
- RETIFICADOR PLENO – JD ARACILIA - 15-07-2014
- TÉCNICO DE SEGURANÇA DO TRABALHO - 15-07-2014
- TÉCNICO MECÂNICO C – ITAPEGICA- 15-07-2014
- VENDEDOR INTERNO – TATUAPÉ- 15-07-2014

Mais informações acesse nosso site:

www.korenrh.com.br

Já que você tem que pensar de qualquer forma, pense grande

Pensar grande é a força motriz para todas as grandes realizações da vida moderna

Thinkstock

Em minha sociedade com o mega empresário americano Donald J. Trump, tive o privilégio de aprender grandes lições de vida. Lições que não se aprendem nas escolas de negócios e que compartilho aqui e agora.

Não importa o que você faça, pense grande. Pensar grande é a força motriz para todas as grandes realizações da vida moderna. Pensar grande é o segredo para a criação de um relacionamento duradouro. Basta ter um grande objetivo e moldar-se a ele para se tornar uma pessoa que pode atingir esse objetivo.

A maioria das pessoas tem medo de pensar grande. Elas não podem se imaginar fazendo coisas grandes ​​porque não têm o conhecimento, a experiência e o dinheiro. Você não precisa dessas coisas para pensar grande.

Você pode começar a pensar grande hoje. Todo grande empreendedor começou como um zé ninguém. Basta pensar grande e imediatamente você se distingue da grande maioria das pessoas.

O tamanho do que você pensa determina o quão grande você se tornará. Todo o resto é secundário.

Pontos para lembrar

1. Pensar grande levou a espécie humana a grandes realizações. Concentre-se no topo e você chegará lá.

2. É mais fácil realizar em grande escala. Supere o medo de pensar grande.

3. Adote uma atitude grande para acompanhar seu pensamento grande. Dê a si mesmo um grande desafio. Viaje de primeira-classe por todo o caminho. Exiba uma grande atitude diante da sua equipe de trabalho e em sua vida pessoal também.

4. Sempre pense em si mesmo como alguém importante. Atue como um grande empreendedor. Junte-se a outros grandes empreendedores.

5. Coloque seu pensamento em ação imediatamente.

6. Aproveite grandes tendências e fique longe de pessoas negativas nos negócios e na vida.

7. Evite o perigo de se afundar em autocríticas.

8. Depois de cada revés, comece a pensar grande, logo que possível.

Para mais informações e conferir o vídeo : www.admistradores.com.br.

 

 

Confira algumas vagas disponíveis

- ANALISTA FISCAL – TABOÃO
- ASSISTENTE COMERCIAL – CUMBICA 
- ASSISTENTE DE DP – JD. ARACÍLIA -
- AUX COZINHA – JD ARACÍLIA 
- AUX INSPEÇÃO – PONTE GRANDE 
- AUXILIAR RH – ITAPERICA
- AUXILIAR ADM INDUSTRIA QUIMICA – CUMBICA 
- AUXILIAR ADMINISTRATIVO TÉCNICO – ITAPEGICA 
- AUXILIAR DE COMPRAS – CUMBICA
- AUXILIAR DE COORDENAÇÃO 
- AUXILIAR DE COZINHA – BONSUCESSO
- AUXILIAR DE DP – JD ARACÍLIA
- AUXILIAR DE ESCRITA FISCAL – TATUAPÉ
- AUXILIAR DE ESCRITORIO – ZONA LESTE 
- AUXILIAR DE LIMPEZA – ERMELINO MATARAZZO 
- AUXILIAR DE LIMPEZA – TABOÃO
- AUXILIAR DE MANUTENÇÃO – TABOÃO
- AUXILIAR DE PRODUÇÃO ( MASCULINO) – CUMBICA
- AUXILIAR DE QUALIDADE – BONSUCESSO-
- AUXILIAR DE VENDAS – FEMININO
- COORDENADOR 
- COZINHEIRO – GUARULHOS
- ENCANADOR – CONTINENTAL II
- ENCARREGADO DE EXPEDIÇÃO – JD ARACÍLIA -
- ENCARREGADO DE MANUTENÇÃO – JD. ARACILIA
- ESTÁGIO TI – CUMBICA
- FERRAMENTEIRO (MASCULINO) – BONSUCESSO
- INSPETOR DE QUALIDADE (MASCULINO) – PONTE GRANDE 
- INSTALADOR DE TAGS ( SEM PARAR)-
- INSTRUMENTISTA DE MANUTENÇÃO – TABOÃO-
- JOVEM APRENDIZ – ERMELINO MATARAZZO
- LAMINADOR DE FIBRA DE VIDRO – CUMBICA-
- LUBRIFICADOR – PONTE GRANDE 
- MECÂNICO SOLDADOR – TABOÃO
- MONITORA – SHOPPING INTERNACIONAL
- MOTORISTA B / INSTALADOR 
- MOTORISTA CARRETEIRO – CUMBICA
- MOTORISTA CAT. C
- MOTORISTA D – JD BRASIL
- MOTORISTA D INDUSTRIA QUIMICA – CUMBICA 
- OPERADOR DE ACABAMENTO – CUMBICA
- OPERADOR DE INJETORA – EXP. EM ALUMÍNIO, ZAMAK OU PLÁSTICO
- OPERADOR DE MANUTENÇÃO – ELETRICISTA
- OPERADOR MÁQUINA EXTRUSORA – CUMBICA
- PLANEJADOR DE MANUTENÇÃO – TABOÃO
- PREPARADOR DE INJETORAS (MASCULINO) – BONSUCESSO
- PRIMEIRO EMPREGO – CUMBICA 
- RETIFICADOR PLENO – JD ARACILIA 
- TÉCNICO DE SEGURANÇA DO TRABALHO 
- TÉCNICO MECÂNICO C – ITAPEGI
- TELEFONISTA 
- VENDEDOR INTERNO – TATUAPÉ-

Mais informações acesse nosso site:

www.korenrh.com.br

Como achar significado no trabalho?

*Traduzido do artigo “Getting Beyond Engagement to Creating Meaning at Work”, escrito por David Ulrich no portal da Harvard Business Review

 trabalho

Se perguntarmos aleatoriamente para as pessoas o que elas gostam em seus trabalhos as respostas vão variar de “o desafio” a “os colegas” a até “Você está brincando? Odeio meu trabalho”.

Algumas dessas pessoas ganham muito, outras trabalham para as que ganham muito, mas descobrimos que nem o cargo nem o salário parecem ter muito a ver com achar significado no trabalho.

Mesmo em situações de trabalho horríveis, em ambientes degradantes e perigosos, algumas pessoas conseguem o sucesso. Isso não quer dizer que elas sejam felizes com as circunstâncias, mas indica que é possível encontrar significado apesar delas. Apesar de que, “encontrar significado” não é a expressão correta.

Significado não é como uma moeda, que podemos encontrar ao acaso. Significado está mais para uma obra de arte que esculpimos. As pessoas precisam criar significado nos seus trabalhos e suas vidas e esse processo requer habilidade e prática, não apenas sorte.

Aqueles que conseguem criar significado – seja o próprio ou ajudando os outros a encontrarem – tendem a trabalhar mais, de forma mais criativa e com mais resistência, dando as empresas uma vantagem no mercado. Além disso, estudo após estudo mostra que quando os colaboradores encontram significado, a empresa ganha maiores taxas de fidelidade dos clientes e retorno aos acionistas.

Considerando o quanto o significado pode contribuir para a construção de uma organização competitiva e sustentável, é importante que líderes entendam o que faz o colaborador experimentar o significado e qual papel eles podem ter no processo.

Mesmo em circunstâncias desfavoráveis, as pessoas enxergam significado quando a atividade esá relacionada com seus valores, se conecta com pessoas que eles gostam, aumentam seu senso de competência ou dá insights do tipo “ah-há!”.

Pelo que sabemos sobre o funcionamento do cérebro, a capacidade de criar significado também está relacionada a desafios (resolver um problema que não seja nem muito fácil nem muito fácil), segurança emocional (entregue através de amizades, equilíbrio e auto-estima), autonomia (estrutura, mas sem burocracia excessiva) e talvez o mais importante, aprender com o exemplo de outros criadores de significado.

Em outras palavras, aprendemos a criar significado da mesma forma que aprendemos a maioria das coisas, vendo e ouvindo os outros que fazem isso bem. E é nesse momento que entra o papel do líder.

Líderes ajudam a moldar a visão que engaja os outros, que conta as histórias que geram um senso de legado e fazem as pessoas imaginarem o futuro. Líderes despertam desejos e valores únicos, além de engajar os corações e mentes das pessoas.

Então, como líderes podem ajudar colaboradores a encontrar significado no trabalho de forma mais sistemática?

Nós compilamos pesquisa de diversas áreas de pensamento e identificamos 7 impulsionadores de significado que líderes podem usar:

  • Ajude funcionários a identificar e usar de forma criativa as forças, características e valores (como: integridade, liderança, amor ao aprendizado, gentileza, etc.) que eles mais se identificam.
  • Encaixe os propósitos (descoberta, superação, conexão ou autonomia) que motivam os colaboradores com suas funções. Por exemplo, peça para passarem 20 minutos escrevendo sobre trabalho que eles gostariam de fazer se todos os desejos fossem realizados. A partir disso, os ajude a criar planos de desenvolvimento para correr atrás desses sonhos.
  • Estimule habilidades relacionadas a criar relações e amizades, como pedir e aceitar pedidos de desculpa de forma efetiva, para criar times de alto desempenho e sinergia.
  • Promova ambientes de trabalho positivos dando destaque a características como humildade, generosidade e abertura a feedbacks. Pergunte aos colaboradores como a empresa se sai nessas qualidades cruciais e então crie um plano para melhorar os resultados nos pontos em que a empresa não está bem.
  • Ajude as pessoas a identificar e desenvolver os tipos de desafios que estão alinhados com sua experiência de engajamento.
  • Destine tempo para reflexões tanto individuais quanto corporativas para ajudar as pessoas a tirar lições de acontecimentos indesejados e desenvolvam coragem para liderar novas iniciativas.
  • Encoraje a cidadania e diversão através de coisas pequenas que personalizam e humanizam o mundo do trabalho (ex.: tempo para conversar, competições amigáveis, imagens e humor). A Nokia por exemplo distribuiu milhares de pulseiras de plástico para lembrar às pessoas que elas não deveriam reclamar por 21 dias.

Parafraseando Nietzsche “Aquele que possui um ‘por que?’ consegue se virar com quase qualquer ‘como’.”. Para extrair o máximo dos colaboradores, os líderes devem fazer tudo que puderem para tornar esse ‘por que?’ o mais claro o possível.


Nota do editor: No dia 22 de agosto David Ulrich estará em São Paulo no evento “Um dia com David Ulrich”.

O dia será dividido em 4 seções:

  • Por que a competitividade não é estratégia
  • Tendências em gestão estratégica de talentos
  • O futuro da liderança
  • Como criar uma cultura forte

Para conhecer mais sobre a programação do evento, clique aqui.

Fonte: www.hsm.com.br

10 ideias para revolucionar seu negócio

O Administradores.com recortou dez exemplos do livro “100 ideias que podem revolucionar seus negócio” que mostram como uma grande ideia pode inspirar funcionários, conquistar consumidores e movimentar mercados

Redação, Administradores.com
Thinkstock

No mundo empresarial, uma ideia boa pode chegar a valer mais do que a empresa na qual ela se originou. Pelo menos é isso que comprova o livro “100 ideias que podem revolucionar seus negócio”, do britânico Jeremy Kourdi, que traz uma seleção de soluções originais bem sucedidas iniciadas por multinacionais.

Os cases escolhidos tanto servem de inspiração para o leitor que está abrindo uma pequena empresa como para o executivo que busca oxigenar um organização mais complexa.

O Administradores.com recortou dez exemplos de como uma grande ideia pode inspirar funcionários, conquistar consumidores e movimentar mercados. Leia a seguir:

1. Imaginar cenários

Ainda nos anos 60, o chefe do grupo de planejamento da Royal Dutch/Shell, Pierre Wack, “pediu para que os executivos imaginassem o amanhã”. Ele questionou sobre a incerteza da posição dos governos nos países produtores de petróleo como também sobre a disponibilidade técnica. Tal raciocínio estratégico permitiu à empresa compreender as mudanças e, quando se deu o estopim da guerra árabe-israelense, em 1973, que refletiu na redução da oferta de petróleo – os preços então se quintuplicaram -, a Shell soube se adaptar ao novo quadro por estar bem mais preparada que seus concorrentes.

2. Usar informações repassadas pelo consumidor

A varejista norte-americana Amazon.com redefiniu a venda de livros aproveitando-se do potencial da tecnologia. Para minimizar seus riscos, ela analisa as informações de milhões de clientes para conhecer seus gostos e saber quando eles compram. Além disso, para agradar os consumidores, ela oferece resenhas de livros e conteúdo grátis para download, como também disponibiliza listas de sugestões personalizadas para cada cliente, tomando por base suas compras anteriores.

3. Eliminar desperdícios

Inúmeras organizações se concentram apenas no faturamento e se esquecem de avaliar a importância dos processos empresariais e os efeitos do desperdício. Para superar a crise enfrentada pela Harley-Davidson na década de 70, os principais administradores da montadora visitaram a fábrica de motocicletas da Honda em Ohio, nos Estados Unidos. Em termos de projeto, fluxo de produção e eficiência e administração de estoque, as diferenças eram gritantes. Para reduzir, ao mesmo tempo, o volume de peças recebidas e o estoque acumulado, eles implantaram um processo geral de fabricação nos moldes do just in time chamado MAN (Materials As Need, ou Materiais Quando Necessários, em português).

4. Compreender a demografia

“A ideia é simples: compreender a demografia é revelar futuras oportunidades e ameaças”. Entender a composição das populações, como elas vão mudar e o os desejos dos diversos grupos da sociedade é vital para o sucesso a longo prazo e o HSBC, “o banco múltiplo, no Brasil e no mundo”, sabe bem disso. O grupo reagiu à migração da Europa Oriental para o Reino Unido acolhendo a demanda de contas bancárias e empréstimos criadas pelos trabalhadores migrantes, inclusive com pessoas sem histórico bancário no país.

5. Agrupar-se

Em alguns setores, as empresas se instalam em “centros industriais”, que agrupam empresas semelhantes. Essa prática, embora pareça contraditória em relação à presença de maior competição na área, é importante para novas empresas e ajuda na visibilidade e associação da sua com outras companhias já estabelecidas no mercado. Dois exemplos famosos de agrupamento podem ser encontrados no estado americano da Califórnia: Hollywood, onde as empresas prosperam nos entornos dos estúdios cinematográficos, e o Vale do Silício, onde empresas de alta tecnologia se beneficiam do conjunto de cérebros das universidades próximas.

6. Criar espaços de marca

Ao desenvolver áreas decoradas e projetadas para atrair o público, mas que em nada tem a ver com o produto comercializado pela empresa, está fazendo com que o consumidor mergulhe na imagem e cultura da marca. Como exemplo, podemos citar a Renault, que mantém espaços de alto nível em quatro cidades: Buenos Aires, Bogotá, Cidade do México e Paris. No México, por exemplo, o cliente estará em um local onde há acontecimentos artísticos, culturais e esportivos – mas sempre podendo ver a chamada “zona Renault”, onde a montadora exibe protótipos de carros.

7. Facilitar o acesso

Com a sociedade mudando constantemente, o mercado tem assistido a uma demanda crescente por conveniência e liberdade. Oferecer serviços que atendas à essas demandas é o diferencial de uma empresa, que pode ver nisto uma possibilidade de atrair um cliente que, normalmente, não entraria em seu estabelecimento. Por exemplo, se sua conveniência fica aberta 24 horas e alguém precisar ir até lá no meio da noite e gostar do serviço, poderá optar pelo local quando a concorrência estiver aberta. No Reino Unido, a Tesco é a única rede de supermercados britânicos a permanecer aberto 24 horas por dia. Dessa forma, ela passou de uma situação de disputa apertada com outras redes, para posição de líder do mercado.

8. Parcerias

Parcerias ajudam a suprir o que a sua empresa, sozinha, não consegue oferecer aos clientes. É uma soma de recursos para atingir metas que seriam difíceis de outro modo. A Oneworld Alliance é uma parceria entre oito grandes companhias aéreas (British Airways, Cathay Pacific, Aer Lingus, Finn Air, Ibéria, LAN, Qantas e American Airlines) que se valem dessa associação para oferecer uma tarifa única e de baixo custo para ais de 600 destinos, coisa que seria impossível se elas não fizessem parte do mesmo grupo.

9. Trabalho flexível

A nova geração demanda um maior equilíbrio entre a vida pessoal e profissional. A empresa que oferece flexibilidade em relação a onde e quanto trabalhar poderá obter melhores desempenhos de seus funcionários. Desde 2004 a Vodafone oferece dentro da sua sede “espaços de intervalo em que é possível fazer reuniões com laptops e notepads”. Todos os funcionários receberam celulares, laptops e internet sem fio para estimular a flexibilidade. Como resultado, os níveis de produtividade entre as pessoas aumentou drasticamente.

10. Presença na Internet

Não basta estar na internet, é preciso ter um presença online eficaz. Os melhores sites possuem de oito a dez atributos fundamentais, como segue o exemplo da BBC, que se concentra em dez Cs: conteúdo, comunicação, cuidar do consumidor, comunidade e cultura, conveniência e facilidade, conectividade (possibilitando a conexão a outros sites e aos demais usuários), custo e lucratividade, customizaçao, capacidade (dinâmico, reativo e flexível) e competitividade.

Fonte: www.administradores.com.br